Implante de Stent Traqueal em cães e gatos

 O colapso traqueal é caracterizado por alterações tanto anatômicas como histológicas da cartilagem hialina dos anéis traqueais e do músculo traqueal dorsal, ocasionando colapso dinâmico da traqueia durante o ciclo respiratório. A etiologia do colapso de traqueia é desconhecida e provavelmente multifatorial. O esforço repetido das vias respiratórias causa inflamação crônica da mucosa traqueal, manifestando assim a tosse, que exacerba o processo inflamatório. O colapso de traqueia manifesta um sinal clínico importante chamado síndrome de angústia respiratória. Geralmente acomete cães de raça miniatura ou toy, sendo mais observado em cães de idade média, ou idosos.

Hoje, a implantação do stent intratraqueal de nitinol, é o procedimento mais avançado e satisfatório no tratamento da doença, principalmente nos casos em que a terapia medicamentosa não tem tido mais efeito. A eficácia é de 85% na redução dos sinais clínicos associados. Trata-se de um procedimento minimamente invasivo, não há cortes cirúrgicos e a recuperação é em 24 horas.